<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1047100852003296&ev=PageView&noscript=1" />
Foto de perfil atraente aumenta as chances de emprego

Empregadores buscam informações em redes sociais sobre candidatos a vagas de emprego. Na pré-seleção eles se orientam pelas fotos do perfil do Facebook.

Você tem uma imagem de perfil atraente em suas redes sociais? Se sua resposta foi não, você deve repensar seus conceitos. Na era das redes sociais, não são apenas as roupas que importam, mas sim as fotos. Facebook – o experimento, mostra que uma imagem atraente de perfil aumenta as oportunidades de emprego.

Há muito se sabe que os empregadores se informam sobre candidatos a vagas de emprego na Internet. O que há de novo é o fato de uma imagem atraente de perfil, nas redes sociais, aumentar as oportunidades de emprego.

Pesquisadores da Universidade de Gent, na Bélgica descobriram que a impressão causada pela boa aparência e pelo caráter, por meio da foto do perfil do candidato, é crucial na decisão de quem será convidado para uma entrevista ou não. Isto foi comprovado por um estudo publicado pelo Institut zur Zukunft der Arbeit (IZA) em Bonn, na Alemanha.

Mais de 2.000 currículos fictícios foram enviados para empregos reais em diversos setores. Para cada vaga, foram enviados dois currículos com conteúdos equivalentes. A busca do nome do candidato no Google ou Facebook levava a um dos quatro perfis do Facebook, criados pelos pesquisadores.

Apenas as fotos de perfis estavam visíveis. A atratividade física, transmitida por meio das fotos, eram o único diferencial. O candidato com a imagem mais atraente do perfil do Facebook recebeu mais de 20% de respostas positivas do que os concorrentes menos atraentes.

Os candidatos mais bonitos receberam, em quase 40% dos casos, um convite direto para uma entrevista. As fotos, não foram anexadas no currículo, só podiam ser encontradas no Facebook.

Muitas mídias e redes sociais fornecem informações sobre o candidato, que se inscreve a uma vaga de emprego, mas o Facebook é usado em anúncios de empregos com exigências e qualificações mais elevadas.

Em uma variante do experimento, os pesquisadores adicionaram fotos de perfil no currículo dos candidatos e escolheram nomes não atribuídos a um perfil específico do Facebook. Neste caso, a atratividade e a confiabilidade, transmitida pela imagem da pessoa, teve um efeito semelhante ao teste das fotos do Facebook.

Para Stijn Baert, professor de economia na Universidade de Gent e autor do estudo, fica claro que "nem todos os empregadores procuram por informações no Facebook, mas a imagem do perfil influencia a chance de conseguir uma entrevista de emprego, da mesma forma que uma imagem em seu currículo. A foto do Facebook é tida como mais realista e honesta, se comparada com uma foto de currículo. "

Por esta razão, o economista considera a busca de informações adicionais no Facebook muito eficiente para a economia. Ele não quis julgar se a verificação do candidato, através das redes sociais privadas, é eticamente aceitável. Em vez disso, Baert deixa claro que cada usuário tem em suas mãos a configuração de sua privacidade.

Na era das redes sociais e do avalanche de imagens – segundo Gottfried Keller - não são apenas roupas que importam, acima de tudo, são as fotos que importam!

#alugha

#doitmultilingual