Passat - a evolução de um veículo ao longo dos tempos

A serviço da família e no mundo dos negócios desde 1973. Nenhum carro se adaptou às necessidades dos clientes e evoluiu tanto com o tempo como o Passat. Ao longo de quatro décadas, o carro mudou de acordo com as necessidades do mercado. Mas uma coisa permaneceu: O Passat é referência em tecnologia de ponta!

Read this article in: Deutsch, English, Português

O Passat foi projetado com o lema "um carro para tudo e todos". O carro está no mercado há mais de 40 anos. Os primeiros modelos foram projetados por um dos designers mais bem-sucedidos da época, o italiano Giorgetto Giugiaro, no início da década de 1970. Hoje, o carro já está em sua oitava geração. Vamos fazer uma viagem no túnel do tempo da história do Passat, desde o primeiro desenvolvimento em 1973 até hoje.

Série 1 - B1 

Com o Passat B1, a Volkswagen preparou o terreno para uma história de sucesso até hoje. O design clean do italiano Giorgetto Giugiaro foi um grande passo para a Volkswagen no ano de 1973. O carro de classe média estreou com um hatchback moderno, uma porta malas espaçoso, motores refrigerados a água e adicionais modernos.

Três motores estavam disponíveis: 1.3 litros de deslocamento / 55 hp, L 1,5 litros / 75 cv e TS 1,5 litros / 85 cv, bem como uma caixa de velocidades manual de quatro velocidades ou uma transmissão automática de três velocidades. A versão espaçosa Kombi só veio em 1974 e continuou a ser chamada de Variante.

Série 2 - B2

O novo Passat B2, também conhecido como 32b, foi introduzido no mercado no outono de 1980 e chamou muita atenção. O design harmonioso de cinco portas de Luca Rezzonico também disponível com três portas e com hatchback e o modelo Variante, com cinco portas, estavam disponíveis á partir de fevereiro de 1981.

O B2 veio com mais espaço interior, mais comprido e com mais variedades de motores. O primeiro motor turbodiesel (1,6 litros de cilindrada / 69 cv) foi produzido em agosto de 1982. Em outubro de 1984 foi lançado o Passat Syncro com uma cilindrada de dois litros e 115 cv e com uma cilindrada de 2 litros e 120 cv, respectivamente com cinco cilindros e modelo Variante GT. O Passat Carat foi apresentado no verão de 1984 com um acabamento nobre e luxuoso. E em setembro de 1981, o modelo Santana, baseado no Passat, estava a venda nas concessionárias.

Série 3 – B3

Em abril de 1988 surgiu o Passat B3, com uma concepção totalmente nova e um design revolucionário. O modelo veio com motor transversal, câmbio acionado por tração de cabos e uma frente sem grade de radiador. O carro foi projetado por Herbert Schäfer. A versão sedan de quatro portas e a Variante surgiram á partir de junho de 1988. A Variante com hatchback não foi construída.

Devido a construção de motores transversais, o interior cresceu consideravelmente, o que agradou os passageiros traseiros. Vastamente galvanizado, o Passat B3 estava disponível nos modelos CL, GL e GT. O ABS podia ser pedido como adicional desde o início da produção em série. A partir de 1990 o pré-tensionador do B3 vinha, em série, como padrão. Airbags podiam ser encomendados tanto para o motorista como para o passageiro.

Houve algumas mudanças no modelo: Inesquecível é o Passat G 60 (1,8 litros de deslocamento/160 cv, tração nas quatro rodas ) de 1988 até 1992 e também o modelo de 1990 com 174 cv e seis cilindros. 

Série 4 - B4

Em 1993, o Passat B4 foi apresentado, o modelo era um aperfeiçoamento do B3. A mudança óptica mais impressionante foi a clássica grade de radiador reintroduzida, que em conjunto com faróis duplos retangulares, com uma cobertura de vidro comum e com o posicionamento do pisca-pisca juntamente com os faróis de nevoeiro no pára-choque dianteiro concederam um aspecto mais arrojado no design da Volkswagen. Além disso, houve modificações no pára-choque, nas luzes traseiras e na carroceria, que ficou mais lisa. 

Os airbags tanto para o condutor quanto para o passageiro, assim como uma proteção de impacto lateral e pré-tensores vieram como padrão. O Passat B4, de injeção direta a diesel TDI (1.9 litros de deslocamento / 90 cv, de 1996: 110 hp) também foi lançado e era extremamente econômico. O  Passat VR6 Syncro exclusivo com 184 cv e uma velocidade máxima de 235 km/h era o modelo top de linha na época. 

Série 5 - B5 

O B5 surgiu em 1996 com um novo aspecto. Desenhado por Hartmut Warkuß, a geração B5 também recebeu, pela primeira vez, um "toque mais bussiness" e a Variant TDI foi a última moda entre os profissionais que conduziam muito. O B5 vinha com equipamento básico, comfortline, trendline e highline.

Qualidade é a palavra certa para definir este veículo. O B5 impressionou com uma carroceria completamente galvanizada, interior projetado luxuosamente, alto conforto de condução - devido a uma suspensão dianteira multi-link e uma suspensão traseira de viga reforçada - e garantia de onze anos.

A tração nas quatro rodas Syncro foi tecnicamente alterada em 1999 e a partir daí passou a ser chamada de 4MOTION. O Passat estava disponível com os três motores diferentes - primeiramente o motor V6 de gasolina com 2,8 litros de deslocamento e 193 cv ou 2,5 TDI V6 com 150 cv. No ano de 200 o modelo top de linha Passat W8 - 4,0 litros e 275 cv - foi inserido no mercado. O W8, tinha velocidade máxima de 250 km/h e era reconhecível pelos seus quatro escapamentos cromados. Hoje o W8 é um modelo de colecionador! 

Série 6 – B6

A série 6 chegou ao mercado em março de 2005 com um motor superior e acabamento interior e exterior sofisticado. A nova grelha completamente cromada, que vai até o pára-choque é uma particularidade do modelo. No verão de 2006, o Passat BlueMotion, foi oferecido pela primeira vez no mercado e causou alvoroço. Disponível como sedan e como Variante, o Passat BlueMotion alcança velocidades máximas de 193/190 km / h (Variant), apesar de ser econômico.

O Passat R36 com motor VR6 - 3.6 litros e 220 kW / 300 cv - foi inserido no mercado em dezembro de 2006. Luzes Bi-Xenon, LED na parte traseira, assento esportivo, caixa de velocidade direta, 4Motion, pedais metálicos, escapamentos duplos cromados, grelha do radiador escurecida e pinças de freio azuis marcaram o visual do novo modelo esportivo. Em 2008 foi inserido o modelo diesel com sistema de injeção Common Rail (CR).

Série 7 – B7

O Passat B7 foi introduzido no mercado como sedam e Variante no ano de 2010. O novo modelo apresenta mais detalhes do cromados, com exceção da grade do radiador. O Passat Alltrack 2012 foi projetado com 30 milímetros de distância do solo e é quase um SUV (Sport Utility Vehicle). O motor a gasolina estava disponíveis com 160 e 210 cv e o diesel com 140 e 160 cv. Funcionalidades como o Sistema de Controle de Descida são série nos veículos com motores mais fortes assim como o 4Motion e DSG. O Passat B7 também pode vir equipado com sistema automático start-stop e micro-híbrido, assim como o TSI-CNG também está disponível para o modelo a gás.

Série 8 – B8

A oitava geração da família VW Passat (B8) celebrou sua estreia em outubro de 2014, no Salão do Automóvel de Paris com os modelos sedan e Variante. Pela primeira vez, o Passat foi oferecido com um motor biturbo. O modelo BiTDI 2.0 vem com 190 ou mesmo 240 cv - e é o Passat com o motor a diesel mais forte até agora. A velocidade máxima é de 240 km/h e o consumo médio é de apenas 5,3 litros por 100 km.

Os motores a gasolina têm desempenho que vão de 125 cv no 1.4 TSI até 220 cv no 2.0 TSI, o que permite alcançar uma velocidade máxima de 246 km. Todos os motores atendem o padrão de emissão de gases Euro 6. O modelo Alltrack, com uma distância maior do solo é quase um SUV.

O Passat vem equipado com uma variedade de sistemas de assistência eletrônica, como Emergency Assist (ajuda a permanecer na pista e a manter a velocidade em caso de emergência), sistema de câmera de 360 graus, reconhecimento de pedestre, serviços móveis como o Car-Net, o App-Connect e muito mais.

Consumo de combustível do B8

  • Passat: Consumo de combustível em l/100 km: ciclo combinado entre 7,1 e 3,7; emissões de CO2 em g/combinado entre 159 e 95; classes de emissões de CO2 C - A+.
  • Passat Variant: Consumo de combustível em l/100 km: ciclo combinado entre 7,2 e 3,7; emissões de CO2 em g/ combinado entre 163 e 95; classes de emissões de CO2 C - A+
  • Passat GTE: Consumo de combustível em l/100 km: combinado 1,6; consumo de eletricidade em kW/h/100 km: combinado 12,4–12,2; emissões de CO2 em g/km: combinado 37; classe de emissões de CO2: A+
  • Passat Alltrack: Consumo de combustível em l/100 km: combinado 6,9 e 4,9; emissões de CO2 in g/km: combinado 157 e 129; classes de emissões de CO2: C - A.

Mais informação sobre o Passat na página da Volkswagen

#alugha

#doitmultilingualVolkswagen

 

More articles by this producer

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more in our privacy policy.