A evolução do Dolby

Do Dolby NR-A até o Dolby Atmos

Read this article in: Català, Deutsch, English, Español, Français, Português

Dolby – essencial para todos audiófilos. A Dolby foi fundada em 1965, em Londres, e em 1965 mudou-se para os Estados Unidos da América (EUA). Desde então Dolby é considerado como garantia de som de alta qualidade e tornou-se um instrumento indispensável e básico para a tecnologia cinematográfica. Particularmente o sistema de som multicanal tornou-se importante tanto no cinema como em casa. Não importa a quantidade de canais – cinco, sete ou 128 canais – qualquer fã de cinema em casa não pode viver sem Dolby Digital. Mas qual a diferença entre as extensões 5.1, 7.1 e Atmos? Essas diferenças são significativas? 

Dolby Digital e Dolby 5.1 

Dolby Digital foi introduzido, pela primeira vez, no filme Batman “O Retorno”, em 1992. Desde 1995, o formato de áudio é uma opção em DVDs. A profunda mudança em relação ao som estéreo ou mono -  que suportam no máximo dois canais: esquerda e direita - é a extensão de até seis canais. Estes são divididos da seguinte forma:

  • Dianteira: direita e esquerda
  • Traseira: direita e esquerda
  • Central

Além disso, o subwoofer é usado para reproduzir os sons graves. Os cinco sons altos (5) e o som baixo (1) formam o nome 5.1. Assim, é possível perceber o som não só na parte da frente da sala, mas em todo o ambiente. Por exemplo, você pode ouvir os sons de uma perseguição ou de um ambiente atmosférico, como o canto dos pássaros, de uma forma mais detalhada e realista.

This video is hosted on the YouTube video platform. Therefore, playing this video requires embedding the YouTube video player by YouTube LLC, USA which belongs to Google LLC, USA. By accepting, you agree that we embed their video player, which is able to set third-party cookies, including those used for advertisement and tracking, and may transfer your browser information and IP address to Google servers. For more information, see Google's privacy policy.

Dolby 7.1

A evolução dos meios de armazenamento proporcionou melhorias no padrão Dolby. A memória estendida em Blu Ray permitiu um aumento dos principais canais, para até oito canais. Assim, Dolby reproduz sons mais precisos. Enquanto Dolby 5.1 faz distinção apenas entre os canais frontais e traseiros, a versão 7.1 permite posicionar os canais – de forma lateral – mais próximos do público. Isto não só permitiu uma transmissão sonora sem ruído, mas também aumentou o nível sonoro total. “Toy Story 3”, da Disney e Pixar, foi o primeiro filme que utilizou Dolby 7.1. 

Dolby Atmos

Agora chegamos ao nível sonoro mais profissional. Usado pela primeira vez, no ano de 2012, no filme “Valente” da Disney e Pixar, Dolby Atmos oferece um número ilimitado de faixas de áudio. Teoricamente, a primeira geração de hardware com suporte para Dolby Atmos, tem até 128 faixas de áudio e 64 saídas separadas. Portanto, se você tem muitos alto-falantes, você pode equipar cada um deles com um sinal individual. Com isso, é possível obter detalhes, até agora não alcançados, como por exemplo, localizar objetos em movimento. Dolby Atmos é compatível com as versões 5.1 e 7.1 - vários alto-falantes emitem o mesmo som. A primeira instalação do Dolby Atmos foi feita no Teatro Dolby em Hollywood, na Califórnia. Ao longo dos anos, houve um aumento no número de instalações, nos cinemas do mundo inteiro. Desde de setembro de 2014 existe uma faixa de áudio Dolby Atmos em Blu Ray para o filme Transformers “A Era da Extinção”. Portanto, Dolby Atmos chegou ao cinema em casa.

Alugha oferece som de alta qualidade, ao contrário de outros portais de vídeo! Você vai perceber isso ao ver o nosso curta-metragem "Berndout" em Dolby 7.1.  

Chegamos ao universo Dolby, você ouvirá a diferença!

 #alugha

#doitmultilingual

#doitdolby

 

More articles by this producer

Videos by this producer

1:10
4:00
2:28
This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more in our privacy policy.