Idiomas mais falados: desenvolvimento dos idiomas em um mundo globalizado

No decorrer da globalização, cada vez mais pessoas estão falando um dos principais idiomas do mundo, enquanto, ao mesmo tempo, as línguas regionais estão se tornando menos importantes. As pessoas querem se comunicar em todo o mundo e muitas vezes não conseguem mais com seus idiomas regionais. Saiba mais sobre as tendências globais no desenvolvimento de idiomas aqui.

Read this article in: Deutsch, English, Español, Português, Русский, العربية, हिन्दी, 中文

Os cinco idiomas mais falados no mundo

Entre os cinco idiomas mais falados em todo o mundo, há apenas dois que são falados na Europa: inglês e espanhol. Inglês e espanhol ocupam atualmente o segundo e o terceiro lugar dos idiomas mais falados do mundo. O idioma inglês é usado no mundo inteiro para a comunicação internacional, já o espanhol é falado por muitas pessoas, graças sua ampla propagação na América Latina. Na Alemanha também estamos relativamente familiarizados com esses dois idiomas. E como fica a situação do árabe, mandarim e hindi - os outros três idiomas mais falados do mundo?

O chinês mandarim é a língua com o maior número de falantes nativos em todo o mundo, quase um bilhão. Há também os 198 milhões de falantes do idioma, que aprenderam o chinês como língua estrangeira. Número, que deverá aumentar no futuro, devido à influência econômica global da China.

O hindi, com 534 milhões de falantes é o quarto idioma mais falado em todo o mundo. A língua é falada principalmente no centro e norte da Índia, sendo uma das duas línguas oficiais do país, ao lado do inglês. Ainda é incerto qual delas vai prevalecer no futuro ou se as duas línguas continuarão a existir paralelamente, como hoje. Entretanto, no momento, o hindi é tão valorizado quanto o inglês e é, portanto, aprendido por muitas pessoas, especialmente na Índia. Aliás, metade dos 530 milhões de falantes de hindi aprenderam a língua como segundo idioma.

O árabe é a quinta língua mais falada do mundo, com mais de 447 milhões de falantes. A língua continua a crescer, especialmente pelo fato do Árabe ser a língua do Alcorão e do Islã - uma religião que está ganhando cada vez mais importância e número de fiéis. O problema da língua árabe, é que existe muitos dialetos diferentes, que dificultam a comunicação entre os falantes do árabe. Portanto, mais do nunca, há muitos esforços para tentar unificar a linguagem.

 

 

Inglês - (ainda) a principal língua de comunicação internacional

Segundo estatísticas, o inglês é a língua mais falada no mundo. Cerca de 1,12 bilhão de pessoas em todo o mundo se comunicam em inglês - em comparação com 1,11 bilhão de pessoas que falam mandarim. O inglês é usado como uma língua de comunicação internacional no mundo dos negócios e nas relações internacionais. É por isso que as pessoas ao redor do mundo aprendem o idioma. Além disso, o inglês ajuda a se comunicar com mais pessoas globalmente.

Apesar do sucesso da língua inglesa, vale lembrar que o chinês também vem sendo cada vez mais falado por mais pessoas e provavelmente terá, no futuro, mais falantes do que o inglês hoje. Cada vez mais pessoas estão aprendendo chinês, especialmente nos continentes asiático e africano, para se beneficiar da presença chinesa. Por exemplo, no Quênia, até mesmo crianças do ensino fundamental aprendem palavras básicas em chinês. Em particular, a China tem uma posição predominante no sudeste da Ásia e continua expandindo sua influência na África.

Impacto sobre as línguas minoritárias

Os idiomas minoritárias regionais estão ameaçados de extinção devido à presença global de idiomas mundiais. Especialmente línguas que são geograficamente menos comuns e faladas por poucas pessoas são severamente afetadas. Além disso, o crescimento econômico e a globalização afetam negativamente as línguas minoritárias, já que tendem a encorajar as pessoas a se comunicarem em idiomas nos quais mais pessoas entendem. Como resultado disso, as línguas regionais são cada vez menos transmitidas às novas gerações e acabam por desaparecer.

Muitos países europeus estão tentando contrariar esta tendência e estão desenvolvendo ideias para manter vivas as línguas frísias e irlandesas. Estas duas línguas são protegidas pela Carta Europeia das Línguas Regionais ou Minoritárias. Por exemplo, o frísio ainda é o segundo idioma oficial em uma província da Holanda, lá as placas das ruas são consequentemente bilíngues: em frísios e em holandeses. Além disso, muito dinheiro é investido na promoção da língua frísia e a educação é frequentemente oferecida em frísio. No entanto, cada vez menos pessoas, na província, falam esta língua. Este exemplo mostra que, mesmo com alto investimento financeiro, é difícil neutralizar a perda de um idioma.

Conclusão

No geral, os idiomas mais falados do mundo estão crescendo, enquanto as pequenas línguas regionais estão perdendo importância. A longo prazo, a diversidade linguística diminuirá devido à globalização. Espera-se que tanto o inglês como o chinês continuem a crescer nas próximas décadas. Outra expectativa é de que o chinês possa substituir o inglês como a principal língua de comunicação internacional.

Este artigo foi escrito pela autora convidada Sina Warncke, estudante de Relações Internacionais e autora do blog LebeJetzt. A autora adora a diversão e natureza, conhecer novas culturas, países e idiomas associados. Ela também gosta de escrever sobre sustentabilidade, viagens e um estilo de vida equilibrado.

Nós da alugha podemos ajudar a transmitir sua mensagem no mundo inteiro. Entre em contato com a gente por e-mail ou crie uma conta gratuita da alugha agora mesmo, para botar a mão na massa.

#alugha

#multilingual

#everyone'slanguage 

More articles by this producer

Videos by this producer

0:38
1:01
This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website. Learn more in our privacy policy.