<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1047100852003296&ev=PageView&noscript=1" />
Quando termina o trabalho e quando começa a diversão?

Graças aos canais modernos de comunicação, é quase impossível desligar-se do trabalho no final de semana, depois do expediente ou nas férias. Por este motivo, a maioria das pessoas estão sempre no modo de trabalho. Para proteger os funcionários na França, o "direito de se desconectar" está em vigor desde o início do ano.

Desligar-se do trabalho é quase impossível. Telefone e e-mails não são os únicos canais de comunicação. Meios de comunicação atuais como Facebook, LinkedIn, Twitter ou Xing são usados cada vez mais para interação com colegas e supervisores. Mas quando termina o trabalho e quando começa a diversão? 

O problema está aí. Para a maioria das pessoas, é importante estar disponível em qualquer lugar e a qualquer momento. Isso foi constatado pelo estudo internacional da GfK com mais de 27 mil usuários de internet em 22 países. Essas pessoas não conseguem se desligar e estão sempre no modo de trabalho, a espera de mensagens, chamadas, e-mails, etc.

Estar disponível em todos os lugares é importante para os usuários da Internet na Rússia e na China. Nos dois países, 56 % dos entrevistados concordam com a afirmação " para mim é importante estar acessível em todos os lugares", seguidos pela Turquia (53 %) e pelo México (50 %). Em média, a taxa de aprovação para esta afirmação é de 42%. Por outro lado, 11 % não dá importância em estar disponível em qualquer lugar e em qualquer momento.

Na comparação internacional, os entrevistados da Alemanha são os que mais disseram que não é importante estar sempre disponíveis (34 por cento). Seguidos por usuários da Internet da Suécia (28%), Canadá (24%) e Holanda (23 por cento).

Embora os alemães tenham dito que não é importante estar disponíveis em todos os lugares, isto parece ser um problema. O estudo "Betriebliches Gesundheitsmanagement 2016" confirma que a acessibilidade permanente depois do expediente é um problema para três em cada dez entrevistados. 

Desde o início do ano, o "direito de se desconectar" - "droit à la déconnexion"- está em vigor na França. Os franceses não precisam estar 24 horas disponíveis. O governo tomou esta decisão depois de perceber a importância do assunto e ver que a maioria das pessoas não consegue se desligar totalmente do trabalho nas horas livres já que muitas delas estão constantemente disponíveis na internet e usam ferramentas digitais. 

Com esta medida, o governo francês está perseguindo vários objetivos, como a redução de burn-outs, evitando a punição de funcionários que não estão disponíveis após o expediente de trabalho, nos fins de semana ou durante feriados e férias, garantindo desta maneira o pagamento das horas extras dos funcionários quando eles respondem a mensagens, e-mails ou chamadas telefônicas fora do horário de trabalho. 

Muitas grandes corporações sabem que funcionários bem descansados são mais felizes e produtivos ao longo prazo. A Deutsche Telekom não envia e-mails para os executivos nos fins de semana ou feriados. Na Volkswagen, o encaminhamento de e-mails para os celulares é feito meia hora depois que o funcionário começa a trabalhar e meia hora antes do fim do expediente as mensagens também não são enviadas. 

Precisamos realmente de uma lei como esta? O que vocês acham? Como é a situação no seu país? Saiba mais sobre esta lei na página inicial do Senado francês!

Você tem interesse em escrever um post? Escreve um e-mail pra gente: gastbeitrag@alugha.com

Obrigada pela leitura!

Wilgen e o time da alugha! 

#alugha

#doitmultilingual