<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1047100852003296&ev=PageView&noscript=1" />
Quando um colaborador merece uma segunda chance?

Quando um colaborador merece uma segunda chance? Alex Tauber e Mike Maples, dois investidores de capital de risco dos EUA falam sobre gestão de empregados.

Os colaboradores são o bem mais valioso de uma empresa. Alex Tauber, investidor de capital de risco na empresa "Aeneas Venture Partners" fundada por ele se interessa especialmente em ajudar as start-ups nas questões culturais e nas decisões referentes ao entrosamento do time e ao crescimento.

O bom entendimento dos colaboradores é tão importante quanto a estratégia de crescimento, portanto um clima amigável entre os colaboradores é indispensável para o sucesso e para a sobrevivência de uma start-up. Tauber deu algumas dicas para os empreendedores que participaram dos workshops do Blackbox para fundadores, vindos de fora dos Estados Unidos, no Vale do Silício. No evento, ele mostrou um método de tomada de decisão muito claro e simples:

  • Se o empregado se encaixa na filosofia da empresa, mas tem déficits nos requisitos e nas tarefas que lhe são atribuídas deve haver um trabalho em conjunto para eliminar esses déficits. Sinal claro, não o dispense!
  • Não importa o quão boas são as qualidades do funcionário se ele não se encaixa na equipe ou se ele não consegue mudar este comportamento. Sinal claro de separação!
  • Um sinal muito negativo para todos os funcionários é alguém que se comporta de forma diferente, ignorando a filosofia da empresa e espalhando constantemente negatividade. Isso desmotiva, em muitos casos, outros colegas, uma vez que as decisões da liderança são questionadas. Não importa o quão difícil a decisão seja, a única consequência em uma situação deste tipo é a separação!
  • No entanto, antes de definir quem "envenena" a empresa, deve-se estabelecer regras bem claras aplicáveis a todos. Deve ficar bem claro, qual o ponto máximo, que cada um pode atingir para que eles não sair fora da filosofia da empresa. Deve se levar em consideração que as características e comportamentos das pessoas, que devem ser compatíveis com suas tarefas. Quem trabalha com vendas, geralmente tem um ego forte e goza de mais "liberdades" do que outros colaboradores.

Mike Maples, conhecido como micro investidor do Twitter, Uber e outras empresas renomadas, também explica, no mesmo evento, que funcionários errados, falta de competências e poucas perspectivas são grandes problemas em uma equipe. “Quando começa a apodrecer de dentro para fora, a situação é crítica. Um clima de trabalho desarmonioso surge mais rapidamente do que ele desaparece e qualquer modelo de negócio, crescimento ou produto sofrerá se a motivação for perdida“, aconselha Maples.

Você tem interesse em escrever um post ? Então envie a sua sugestão pra gente: gastbeitrag@alugha.com.

Obrigada pela leitura!

Wilgen e o time da alugha

#alugha

#doitmultiligual

#AlexTauber

#MikeMaples