<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1047100852003296&ev=PageView&noscript=1" />
Gestão – Reconhecer e evitar stress entre os colaboradores faz a diferença

Respeito, ética e boa comunicação são indispensáveis para garantir um ambiente de trabalho harmonioso. Veja como agir mediante situações estressantes no ambiente corporativo!

Manter uma atmosfera descontraída no trabalho é muito importante. Convivemos neste ambiente durante grande parte de nosso dia, e o bom relacionamento entre colaboradores e gestores proporciona, por consequência, bons resultados nos negócios. 

Para saber como evitar o stress entre os colaboradores conversamos com o diretor comercial do Grupo Meta RH, Gutemberg Leite. Ele explica que respeito, ética e boa comunicação são indispensáveis.  

A boa comunicação é sempre primordial, e o respeito à diversidade – em todos os seus âmbitos – é pré-requisito para boas relações. Novas opiniões devem ser sempre bem-vindas, e nunca virem seguidas por retaliações.

O gestor, como qualquer outra pessoa, é humano e sujeito a erros. Não possuir inteligência emocional para lidar com crises é um lapso que pode acontecer com qualquer um. Manter a postura, ser imparcial para não cometer possíveis injustiças e ponderar muito antes de tomar qualquer atitude é o melhor a fazer em situações delicadas. 

Concorrência e stress

Saber reconhecer uma situação estressante e um colaborador estressado faz toda a diferença na hora de motivar sua equipe. Os colaboradores podem ficar sob situação de estresse quando são cobrados por uma melhor performance, por um serviço ou quando se encontram em situações competitivas 

“Nesse caso, o incentivo à melhorias e à competição podem ser saudáveis caso o líder saiba adequá-los ao melhor momento e situação. Caso contrário, o efeito pode ser inverso e, ao invés de desenvolver habilidades de resiliência, o colaborador pode sair prejudicado ou prejudicar um cliente”, explica Leite. 

Sempre há tensão ao aguardar a aprovação de contratos para fechamento de negócio, antes de reuniões e eventos importantes, na realização de prospecção e na perda de um contrato. A quantidade de trabalho também pode ser um fator de preocupação, e a postura do líder deve ser a de analisar as melhores condições de trabalho para aquele colaborador e se dispor a auxiliar onde puder. 

Questionamento de habilidades

Todo colaborador já passou por uma situação estressante em que ele próprio começa a duvidar de suas habilidades profissionais. Isso acontece principalmente quando o trabalho do colaborador é questionado. 

“No ambiente de trabalho, o bom relacionamento depende de uma comunicação sempre clara e pautada na liberdade de expressão, além da ética e o respeito à diversidade. Cumprir as leis da forma correta também é necessário, assim como as normas e procedimentos da empresa – que devem estar claros à todos. Todo esse processo é a chave para ter bons colaboradores”, Leite deixa claro. 

Mais sobre o autor:

Gutemberg Leite é mestre em Ciências da Comunicação, pós-graduado em Comunicação Empresarial pela Faculdade Cásper Líbero, pós-graduado em Administração com ênfase em Recursos Humanos pela FECAP e fundador do Grupo Meta RH do Brasil. 

Fique à vontade para comentar e compartilhar! Se você tem interesse em escrever um post envie um e-mail para: gastbeitrag@alugha.com

Wilgen e o time da alugha agradece a leitura! 

#alugha

#doitmultilingual